7 Comments

  1. Meyre Santos on July 18, 2015 at 4:31 pm

    Shalom Joseph Shulam! Considero este o tema mais difícil de toda bíblia. Já li e reli inúmeras vezes e oro e choro para que o Eterno me revele com clareza este assunto. Considero este tema de suma importãncia , fundamental, porém, não compreendo. A começar pelo Shemá. Echad(Unidade composta) mas ao mesmo tempo é UM? Não deveria ser YACHID?Depois, que só tem um Deus, mas, Yeshua é Deus, então são DOIS!!! Tenho uma filha de SETE anos que me pergunta: Mãe eu não entendo: Tem Deus Pai e tem Deus Filho, como pode dizer que só tem Um? Não são duas pessoas????

    • Wallace on December 16, 2016 at 11:05 pm

      Vou dizer da forma que me parece mais coerente hoje em dia: Eles tem a mesma essência(ideia ou substancia). Yeshua é uma espécie de “manifestação do Eterno” no plano temporal e o Espirito Santo seria a manifestaçao na perenidade. O que indica essa lógica da essência são frases como:” Eu e o Pai somos um”; “quem vê o Filho vê ao Pai”, e outras que mostram diferença de autoridade entre eles. O conceito de substancia é algo abstrato por natureza, por isso é complicado de entender. E na verdade faz muito sentido até porque o Eterno não poderia simplesmente aparecer entre os homens sob a forma da eternidade, o nosso plano seria incapaz de abarca-lo, pois é justamente ele que nos abarca(transende). Então ele precisaria de outras formas dele mesmo para alguns tipos de interações nos planos temporais inferiores, porem nas duas outras formas assumidas continua sendo ele mesmo em substancia. Espero ter ajudado. Pesquise um pouco sobre os conceitos do Ternário temporal e espacial, transedência e imanência, essencia e acidente. Acho que um bom livro de ontologia e metafísica clássica deve ajudar. No meu caso eu compreendi pelo livro: A Dialética Simbólica – Olavo de Carvalho.

  2. Folke Holtz on September 24, 2015 at 4:48 pm

    It seems to me that you are sitting on two chairs. The one is the result of the trinitydoctrine, because this was the aim of the Constantine to answer to all whom Jesus is. He is God. At the same time on the other chair: Calling God Father, which is not problem except that this was reserved for God. The Father was always the one God, no other. So we find that Jesus never said tha the was God.

    There is some wrongs in the Gospel of John there it is clearly added later in 1: 18, “Himself God”. The vers one. ” The word was God, does not mena God but godly, since the word God is without defenitiv article.

    In other words Godly was the word. Which word? The Torah!

    The Torah was teh blueprint of creation!

    Jesus was godly but not God, because of his missions. To say any more makes it an error of idolarity, which is a gross sin in a Jewish view.

    Was Jesus Messiah? Messiah ben David? No. because he did not fulfilled the demands of Messiahship. Was he Messiah ben Yosef? Yes because he dide and rose again.

  3. Oliver Elphick on November 21, 2015 at 7:01 pm

    Folke Holz is wrong about John 1:18. The statement ‘the Word was God’ is in fact reversed in the Greek (‘God was the Word’) and the use of the noun without an article in that position is a strong affirmation of identity.

    • ALEX TAVARES CAMARGOS on January 31, 2017 at 11:38 am

      Mr. Elphick, reversing the statement for – God was the word – doesn’t eliminate the Mr. Folk’s idea, that Jesus is godly and no God. Why?
      Because inexisthe the article the same way. In John 1:1 says: “the Word was God and the word was with the God in the principle”. There is a clear difference between “the word” , “the God” and simply “God”.
      You said : “the use of the noun without an article…identity”.
      Where did you learn about it? This isn’t a correct grammatical principle in the Greek and other languages around the world.
      An important point, at the Greek word “Thèos” never had the same meaning of Hebrew “EL” and “Elohim”. The first one is a antropomorfic “person” and the others are references to “forces”.
      In the Deuteronomy 4, SHEMAH ISRAEL, ADONAI ELOHEINU, ADONAI ECHAD. This statement says that the Tetragramaton IS ONE and HE is our Elohim. Never said “Elohim is one” , but “ADONAI is one”. In the history of Israel people the other nations had your EL and for them that EL was an Elohim same the Tetragramaton was Elohim for Israel people. Generally the translators use God, Thèos, Deus, Dio, Kami etc for hebrew words EL and Elohim.
      If we understand Elohim how one reference of force conducting Your people and this force is HASHEM, the Tetragramaton, then we will understand that HASHEM continues conducting Your people using persons (the Messiah and prophets), ideas, instructions, but in the last instance, HE is the brain back these.
      The Torah admitted the existence of other forces, but the Torah says that the unique and true force is Adonai. The other forces aren’t supreme but, they are forces too, a kind of EL (force). Paul said: “There are a lot of gods (forces), but for us there is only one God (force), the Father (Hashem).” And the Messiah in this text? Isn’t he our Lord?
      Yes!
      The Messiah is our Lord same a slaveholder. He bought the humanity with his blood and now we are the property of him and no of Satan and the Sin.
      The real problem of knowledge is the incorrect use of God for EL/Elohim. The meaning is totally different.
      The other problem, to think that Elohim is One. Adonai, the Tetragramaton, the God os Israel IS ONE and our Elohim.
      There are a lot of Elohim, but ADONAI is our Elohim and the Messiah is your sun, The Bnei Elohim.

  4. DHIEGO BALTHAZAR on May 31, 2016 at 4:26 am

    Yeshua é a manifestação física de Deus, já que Deus é espírito (João 4:24), Ele representa 100% Adonai, pois a Ele foi dada, pelo próprio Deus toda a autoridade de representá-lo.

    Por isso Yeshua disse a Felipe: “Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” (João 14:9). Porque Ele representa o Pai.

  5. ALEX TAVARES CAMARGOS on January 31, 2017 at 4:47 am

    ESTRANHO,
    1-Yeshua NUNCA disse “sou Elohim” ou “sou Adonai”. Ele disse que era “filho de Elohim” e que essa palavra era usada até mesmo para juízes injustos o que demonstra ser tão somente um título de autoridade.
    2- Yeshua disse “o Pai é maior do que eu”, “o filho não faz nada de sua própria vontade”, “seremos um assim como sou um com o Pai”. Muito estranho.
    3- Paulo disse que “para nós há um só Thèos, o Pai (Adonai)” e “um só Adon (Senhor) Yeshua o Messias”. Diferenciou muito bem um do outro.
    4- Paulo disse que Yeshua aprendeu pelas coisas que sofreu. Afinal, Adonai não é fonte de toda as sabedoria? ELE aprende sofrendo?
    5- O fato de Isaías chamar o Messias de “Adonai é nossa justiça ” nada tem haver com o Messias ser o próprio Adonai. Um homem justo pode ser usado pelo Eterno e por sua atuação justa receber tal título que em última instância louva ao Eterno que é o idealizador e o homem somente um instrumento.
    6- No Tanach, 99% das vezes a palavra Elohim se refere a Hashem, mas 1% não. O que indica força ou forças criativas sob as ordens e controle pleno de Hashem que delega às suas criaturas. Mesmo assim, Yeshua nunca disse ser Elohim, mas filho de Elohim.

    O que chamamos hoje Espírito Santo era originalmente chamado de Ruach Adonai, Vento de Adonai. Algo que vem DELE, nos revigora, fortalece e se vai sem sabermos para onde. É simples assim, não adianta caçar chifre na cabeça de cavalo.
    O Messias, o Rei, como disse Davi no Salmo 2, foi gerado por Adonai.
    Quer dizer que é o primeiro ser vivo originado diretamente DELE? Pode ser.
    Ou é somente a maior manifestação DELE? Também.
    Nós também somos manifestações DELE bem como as estrelas, anjos e os animais. A diferença é que o Messias é “A Manifestação”, veio diretamente DELE e todas as outras coisas são manifestações DELE originadas sob o controle DELE, mas delegados ao Messias e depois aos seus prepostos fazerem. Assim, somos a imagem e semelhança de Elohim, Forças Criadoras, o Messias e seus colaboradores. Entretanto, a mente original, o verdadeiro projetista é AQUELE que não tem forma, nem princípio e nem fim, o Eterno que nunca morre. Até onde sei o Messias morreu e esteve aflito, atormentado, amedrontado porque iria morrer ao ponto de pedir ao Pai “afasta de mim esse cálice”.

    Se verdadeiramente Adonai é UM SER com três manifestações distintas que são coiguais, coeternas e copoderosas, estando tudo isso claramente expresso na Bíblia …
    Admito ser muito burro e incapaz de enxergar isso. Meus professores me ensinaram errado história e interpretação de texto.
    Já tentei aceitar essa ideia e como me esforcei!
    Sem sucesso.

    Irmãos,
    Deixemos a complexa e ilógica doutrina católica romana da “Santíssima” Trindade para quem ainda deseja ficar preso em Babilônia a Grande e está disposto a tomar o vinho da ira do Eterno que virá sobre ela.
    As Escrituras são simples, são leves. O entendimento de quem é o Eterno, quem é seu Messias e quem somos nós juntamente com os anjos não é algo complicado. É claro.
    O Eterno nunca escolheria o povo judeu para dar as Escrituras e trazer seu Messias para que depois fosse necessário usar complexas regras e princípios filosóficos gregos pagãos como persona, essência e outros axiomas para que ELE fosse compreendido. E não se compreende nada.
    Abram a cabeça e o coração povo do Eterno. O seu coração e sua mente gritam dizendo que o entendimento é simples, que Adonai é tão somente UM, que o Messias se originou DELE assim como nos originamos do Messias, mas que estamos separados deles , mas precisamos ser um com ELES. É simples assim. Para isso não é preciso explicação, nosso coração e entendimento pulsam e sabem que esta é a verdade simples que há milênios foi embalada, mas que agora voltamos a enxergar.
    Yeshua Chai em nome do Eterno , Santo e Bendito é Ele.

Leave a Reply to Wallace Cancel reply